Comunicação
Bacia de Santos

O projeto tem como objetivo monitorar a resposta dos corais de águas profundas frente à instalação de dutos rígidos para exportação de óleo e gás produzidos nas plataformas. Uma vez identificada a presença destes corais nas proximidades das rotas definidas para os dutos, é realizada uma primeira campanha para a seleção dos organismos sentinelas que serão posteriormente revisitados. A revisita dos organismos sentinelas é feita duas vezes após a instalação dos dutos. Em todas as três campanhas são realizados registros fotográficos para comparação do estado dos organismos monitorados e verificação da ocorrência de impactos e danos aos mesmos. Até o momento, este escopo foi realizado ao longo das rotas dos gasodutos Uruguá-Mexilhão e Lula-Mexilhão (antigo Tupi-Mexilhão), ambos no período de 2009 a 2010.