Comunicação
Bacia de Santos

Petrobras inicia produção na P-76 e na P-77, no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos


No dia 20 de fevereiro, a plataforma P-76 iniciou sua produção sendo a terceira plataforma a entrar em produção no Campo de Búzios. Logo em seguida, no dia 19 de março, teve início a produção de petróleo e gás natural da P-77, quarta plataforma a entrar em produção nesse campo. O campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, foi descoberto em 2010 e iniciou produção em abril de 2018. Essas novas plataformas se unem a P-74 e P-75 completando as unidades desse campo.

As plataformas são do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás). A P-76 está localizada a aproximadamente 180 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 2.030 metros.  A P-77 está localizada a aproximadamente 200km da costa do estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 1.980 metros. Ambas têm capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de óleo e comprimir até 6 milhões de m³ de gás natural.  Atualmente, a Bacia de Santos já responde por mais de 70% da produção da Petrobras na camada pré‐sal.

A Petrobras está executando todas as medidas de mitigação e compensação solicitadas pelo órgão ambiental relacionadas as licenças ambientais, entre eles: Projeto de Monitoramento Ambiental, Projeto de Educação Ambiental e Projeto de Comunicação Social. As licenças ambientais de todas as plataformas citadas, bem como as medidas de mitigação relacionadas a esses empreendimentos você encontra aqui no site Comunicação da Bacia de Santos.

Dados comuns às quatro plataformas (P-74, P-75, P-76 e P-77):
Processamento de óleo: 150 mil barris/dia;
Tratamento e compressão de gás: 6 milhões de m³/dia;
Capacidade de injeção de água: 200 mil barris/dia;
Capacidade de estocagem de óleo: 1,4 milhão de barris de óleo;
Profundidade média da locação: 2.000 metros.

Notícias relacionadas