Comunicação
Bacia de Santos

O Projeto de Caracterização Regional da Bacia de Santos (PCR-BS) foi elaborado para atender a uma obrigação do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) das atividades de perfuração marítima da Petrobras na Área Geográfica da Bacia de Santos (AGBS), firmado entre a empresa e o Ibama, que atualmente consta como uma condicionante específica da Licença de Operação nº 1006/2011, para perfuração na AGBS.

O PCR-BS é definido por escopos específicos para os meios físico, biótico e socioeconômico da região em estudo. O projeto foi dividido em duas fases:

  • Fase I: levantamento de dados pretéritos, já concluída;
  • Fase II: levantamento de dados primários.

Em relação à caracterização dos meios físico e biótico, o projeto está pautado na coleta de dados de campo na área da Bacia de Santos.

Em relação ao meio socioeconômico, o Ibama retirou os objetivos específicos que contemplavam esse meio, pois já estão sendo abordados em projetos específicos: Projeto de Caracterização Socioeconômica da Atividade Pesqueira na Bacia de Santos e o Projeto de Monitoramento Socioeconômico.

O PCR-BS tem como objetivo geral caracterizar ambientalmente a Área da Bacia de Santos, em escala regional, considerando as diferentes feições e habitats, de forma a auxiliar o entendimento da dinâmica desse ecossistema, viabilizando o planejamento e gestão ambiental da área.

O PCR-BS está sendo executado através de termos de cooperação, envolvendo pesquisadores de diversas universidades (USP, UNESP, UFRJ, UFF, UFPR, FURG e PUC-Rio), além do INPE e diversos profissionais da própria Petrobras.

As amostras do PCR-BS começaram a ser coletadas em junho de 2019 e relatório final do projeto está previsto para setembro de 2022.