Comunicação
Bacia de Santos

O Programa de Comunicação Social Regional da Bacia de Santos (PCSR-BS) tem como objetivo implementar ações de comunicação junto aos públicos prioritários das áreas de influência dos empreendimentos marítimos da Petrobras na Bacia de Santos, difundindo informações qualificadas sobre as atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural, considerando a especificidade de cada público, empreendimento e região. Dessa forma, tem caráter regional.

Atualmente, as cidades atendidas pelo PCSR-BS são: Niterói, Rio de Janeiro, Itaguaí, Mangaratiba, Angra dos Reis e Paraty, no estado do Rio de Janeiro; Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela, Bertioga, Guarujá, Cubatão, Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, Iguape, Ilha Comprida e Cananéia, no estado de São Paulo; Itajaí e Navegantes, no estado de Santa Catarina.

Outros objetivos do PCSR-BS são: gerar ações de comunicação que assegurem a compreensão das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural na área da Bacia de Santos; disponibilizar à sociedade informações sobre os impactos ambientais, econômicos e sociais dos empreendimentos e as respectivas medidas mitigadoras e compensatórias; atuar como suporte de comunicação para todos os programas e projetos ambientais em desenvolvimento concernentes ao processo de licenciamento; e manter um canal de comunicação entre as comunidades e a Petrobras, possibilitando o esclarecimento de dúvidas e o recebimento de críticas e sugestões.

Para isso, algumas ações de comunicação são desenvolvidas de forma continuada, como a produção do Informe Bacia de Santos (boletim semestral distribuído em forma impressa e eletrônica), a realização de atividades presenciais, a disponibilização da central de atendimento ao cidadão (que pode ser acessada pelo telefone 0800 77 00 112 ou pelo e-mail comunica.uobs@petrobras.com.br e a própria disponibilização de informações por meio deste site.

Estas, no entanto, não são as únicas ferramentas a serem utilizadas para atendimento ao PCSR-BS, podendo ser realizadas outras atividades de comunicação conforme a necessidade identificada pela Petrobras ou pelo Ibama.

Os relatórios sobre a realização do PCSR-BS, produzidos anualmente, são públicos e podem ser solicitados ao Ibama.