Comunicação
Bacia de Santos

Litoral norte de São Paulo recebe os primeiros eventos da Rede Comunidade em 2019


Nos dias 15 e 17 de agosto, foram realizados, nas cidades de Ubatuba e Ilhabela (no litoral norte de São Paulo), os primeiros encontros da Rede Comunidade do ano, que tem o objetivo de ampliar a participação e o diálogo da Petrobras com os públicos das cidades localizadas nas regiões nas quais a companhia atua na Bacia de Santos.

Os participantes – lideranças comunitárias, pescadores, representantes de organizações da sociedade civil, poder público e comunidade acadêmica – puderam conhecer um pouco mais sobre a Petrobras e as atividades na região. A apresentação, realizada pelo coordenador da Comunicação e Marcas, Daniel Pengo, também abordou os impactos positivos e negativos da nossa atuação e as medidas mitigadoras e compensatórias, como os projetos condicionantes.

Marcos Vinicius de Mello, gerente setorial de Meio Ambiente da Unidade de Operações da Bacia de Santos (UO-BS), abordou toda a estrutura existente na Petrobras para estar permanentemente preparada para enfrentar situações de emergência, como um vazamento de óleo nas plataformas. São planos detalhados, estudos de vulnerabilidades, realização constante de simulados, além de contar com os Centros de Defesa Ambiental (CDA), espalhados por todo o país. “Apesar de toda essa estrutura, acreditamos que o mais importante é evitar o acidente”, destacou Vinicius.

A última apresentação ficou por conta do Projeto de Monitoramento da Atividade Pesqueira (PMAP). Esse projeto condicionante vem sendo desenvolvido desde 2008 como uma medida de controle que visa subsidiar o acompanhamento, a análise e a avaliação dos impactos sobre a pesca e as localidades pesqueiras nas áreas de influência das atividades de exploração e produção da Petrobras na Bacia de Santos. Laura Villwock de Miranda, coordenadora regional do PMAP / Litoral Norte e Rafael Cabrera Namora, gerente de projeto, mostraram como é desenvolvido o projeto nas cidades de Ubatuba e Ilhabela, respectivamente. Clique aqui e conheça mais sobre o PMAP.(https://www.comunicabaciadesantos.com.br/programa-ambiental/projeto-de-monitoramento-da-atividade-pesqueira-pmap.html)

Durante o evento, os participantes puderam esclarecer suas dúvidas, apresentar sugestões e fazer questionamento sobre os temas abordados. “O Rede Comunidade é uma ferramenta importante para promovermos debates com toda a sociedade acerca de temas relacionados à cadeia produtiva de petróleo e gás e seus impactos socioambientais”, destacou Daniel Pengo.

A Rede Comunidade faz parte do Programa de Comunicação Social Regional da Bacia de Santos (PCSR-BS), uma exigência do processo de licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, para a execução das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural.

Para saber mais sobre o PCSR-BS, acesse: https://www.comunicabaciadesantos.com.br/programa-ambiental/programa-de-comunicacao-social-regional-da-bacia-de-santos-pcsr-bs.html

Notícias relacionadas