Comunicação
Bacia de Santos

Inauguradas mais duas Unidades de Estabilização da fauna marinha em Santa Catarina


Projeto de Monitoramento de Praias ajuda na recuperação de animais marinhos resgatados na área de influência da Bacia de Santos

Inauguração da UE em São Francisco do Sul

Como parte do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), foram inauguradas nos dias 8 e 9 de novembro mais duas Unidades de Estabilização (UE) da fauna marinha, em Santa Catarina, nas cidades de São Francisco do Sul e Laguna.

O projeto tem por objetivo “avaliar a interferência das atividades de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Pólo Pré-sal da Bacia de Santos sobre aves, tartarugas e mamíferos marinhos” e para tal, além de ser realizado o monitoramento das praias entre Laguna/SC a Saquarema/RJ, também é realizado o atendimento veterinários aos animais encontrados.  Foi estabelecida uma rede de atendimento veterinário a animais marinhos ao longo da área de abrangência do projeto na Bacia de Santos, em parceria com a Universidade do Vale do Itajaí (Univali), que coordena os trabalhos, com a Universidade da Região de Joinville (Univille), Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)  e outras nove instituições. Os espaços contam com atendimento especializado de veterinários e possuem área administrativa para catalogação, análise e processamento de dados. As instalações estão equipadas para tratamento, reabilitação e devolução à natureza de animais resgatados vivos, além da realização de necropsia nos encontrados mortos.  

O gerente geral da Unidade de Operações de Exploração da Bacia de Santos (UO-BS), Osvaldo Kawakami, participou da cerimônia inaugural em São Francisco do Sul, que contou com a presença dos reitores da Univali, Márcio César dos Santos, e da Universidade de Joinville (Univille), Sandra Aparecida Furlan, além do prefeito de São Francisco do Sul, Renato Gama Lobo.

Em dois anos (de agosto de 2015 a novembro de 2017), mais de 33 mil animais foram monitorados, dos quais 15.700 em Santa Catarina.

Unidade de Penha

Em maio deste ano, a Unidade de Estabilização de Penha (SC) iniciou suas atividades, completando as três estações que já estão operando. Além delas, estão previstas a instalação de mais duas, nas cidades de São Sebastião e Praia Grande, no estado de São Paulo, e cinco Centros de Reabilitação e Despetrolização em Florinaópolis (SC), Pontal do Paraná (PR), Cananéia (SP), Guarujá (SP) e Ubatuba (SP).

O PMP-BS é uma condicionante ambiental exigida pelo Ibama no licenciamento ambiental das atividades de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo pré-sal da Bacia de Santos.

Notícias relacionadas